O WiFi emite radiações eletromagnéticas a uma potência muito elevada. As consequências são nocivas para todos, mas em especial para as crianças que são mais vulneráveis ao estarem em pleno desenvolvimento.

Deveria ser retirado de locais públicos?

Em Inglaterra, França e Suécia estão a retirar de escolas, museus, bibliotecas e locais públicos. A tecnologia sem fios não foi revisada pelo sistema de saúde nem por qualquer organismo que nos possa dizer que potência emite e como se controla essa emissão.

O relatório “Bioiniciative”, de acesso público, inclui mais de dois mil estudos internacionais sobre o tema da exposição a dita radiação. Como conclusão a este relatório de estudo vincula-se a exposição prolongada a radiações eletromagnéticas com determinados tipos de tumores.

O que diz a OMS acerca deste tema?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou oficialmente este tipo de radiações como “possivelmente cancerígeno”. Reconhece que o seu uso implica um maior risco de tumores, pelo que recomenda tomar medidas para reduzir ao máximo a sua exposição, especialmente no caso das crianças.

As radiações eletromagnéticas emitidas pelos telemóveis foram incluídas no chamado Grupo 2B no que se considera agentes “possivelmente cancerígenos”, ou seja, aqueles dos que se suspeita que podem provocar cancer mas dos que não há “suficientes evidências científicas”.

WiFi Móvel

O que podemos fazer?

As incógnitas em relação aos efeitos que pode ter a exposição prolongada do WiFi, leva os especialistas a recomendar algumas medidas de precaução:

  • Falar mais por mensagens de texto ou falar em modo mãos livres, contribui para minimizar a exposição.
  • Colocar o ponto de acesso WiFi de nossas casas pelo menos a um metro de distância de zonas onde passamos a maior parte do tempo, como camas, sofás, mesas e zonas de jogos.
  • Transferir grandes arquivos de dados só se o ponto de acesso é de boa qualidade, para evitar transmissões mais prolongadas e exposições mais altas.
  • Escolher equipamentos de telecomunicação com controle de potência, por exemplo, em vez de DECT, escolher um telefone ECO DECT.
  • Em lugares onde se usa conexão WiFi com frequência, a cobertura deve ser o suficientemente boa.
  • Em espaços públicos é preferível instalar uma só rede WiFi que oferece cobertura a todos os equipamentos ou usar o antigo sistema de conexão por cabo.
  • Desligar os pontos de acesso quando não estão a ser utilizados, porque mesmo não sendo utilizado, o aparelho envia sinais.

Como reduzir a exposição dos nossos telemóveis?

Como explicamos anteriormente em um dos nossos post, “Como proteger-se das radiações do telemóvel?”, existem parches que se colocam na parte posterior do seu telemóvel e que ajudam a proteger-nos das radiações eletromagnéticas dos nossos telemóveis.

Estes parches chamam-se Fazup e de forma fácil pode proteger-se das radiações do seu telemóvel. Também existem packs com a qual poderá proteger toda a família.

Parche de proteção Fazup

✅ Protege das ondas eletromagnéticas.

✅ Até 99% de proteção.

✅ Cientificamente provado.

✅ Simples, prático e ultra fino.

✅ Reduz as dores de cabeça.

Fazup

 

Tem dúvias acerca dos parches Fazup? Consulte-nos gratuitamente através do 800 780 300!